Idosos correm risco de perder benefício do Bolsa Familia

A 49 dias do tempo final para se afiliar no Arquivo Único (CadÚnico), do governo federal, 77% dos idosos do Estado do Rio que recebem o Vatagem de Prestação Continuada da Arbítrio Orgânica de Assistência Civil (BPC/Loas) correm o perigo de perderem a renda mensal, no valor de um salário mínimo nacional (R$ 937).

Isto visto que, sem que haja uma ampla divulgação por parte do Ministério do Progresso Civil e Agrário (MDS), várias indivíduos que recebem este óbolo — acertado pelo INSS — não sabem que há uma data arraia (31 de dezembro) para realizar o cadastro único bolsa família consulta.

Quem não o fizer até o fim do ano terá o pagamento aflito. Apenas na capital, dos 59.939 idosos que recebem o BPC/Loas, 46.093 também não fizeram o arquivo que garantirá o vatagem no decorrer de 2018. Ou seja, somente 13.846 já se inscreveram. Argumento o estado, 577 mil idosos recebem o vatagem, porém 127.755 também não cumpriram a ambição.

INSS: idosos que recebem BPC/Loas correm risco de perder benefício

Perante da pouca anúncio oficial, campanhas paralelas já circulam pela internet, alertando sobre a necessidade do arquivo. O Ministério do Progresso Civil e Agrário assegura que, a partir de a anuário do Bula 8.805/2016 — que tornou obrigatória a adesão de beneficiários no CadÚnico —, os idosos abrange sido avisados.

Por arbítrio, idosos a partir dos 65 anos e indivíduos com carência de qualquer idade são capazes de acolher um salário mínimo mensal do INSS (sem 13º salário), inclusive sem de modo algum terem contribuído para a Advertência Civil. Porém é necessário ter renda acostumado inferior a 1/4 do salário mínimo por indivíduo, ou seja, R$ 234,25.

PRAZO PODE SER AMPLIADO

De acordo com uma fonte ligada ao governo federal, o auxiliar do Progresso Civil e Agrário, Osmar Mundo, já estuda a capacidade de fazer uma hall interministerial para abrir o tempo de cadastramento dos beneficiários. A ampliamento da data arraia é similarmente um acordo da Secretaria de Assistência Civil da Municipalidade do Rio, por causa de à baixa aceitação de idosos cariocas.

Por afoiteza do MDS e do INSS, em 2018, indivíduos com carência que recebem o BPC/Loas similarmente terão que se afiliar no CadÚnico. Este processamento se faz preciso, de acordo com o governo federal, visto que irregularidades no pagamento do BPC/Loas possui surgido em diversos estados. Essa fraudes estão abadejo da Casamento. De acordo com informações do ministério, o pente-fino nesses vantagens já começou com visitas de assistentes sociais a indivíduos com carência, para afirmar a necessidade de pagamento do óbolo.

Nos dias de hoje, 4,47 milhões de indivíduos possui BCP/Loas no país. Em 2018, o ministério também deseja conferir os vantagens pagos aos idosos. Eles similarmente receberão visitas de assistentes sociais. A carteira admiração uma economia exordial de R$ 670 milhões com o cancelamento de vantagens irregulares. Com o início do processamento de reconsideração, o MDS já encontrou irregularidades em 60 mil auxílios concedidos.

Deste universo, 17 mil eram pagos a indivíduos que já morreram. Os afável geraram uma economia de R$ 190 milhões apenas entre março e abril deste ano. Em outro comunicação de dados, foram identificados 43 mil que recebem o BCP/Loas inclusive tendo renda superior ao valor adotado pelo INSS para absorver o programa.